Quarta-feira, 14 de Setembro de 2005

ORAÇÃO DE UMA QUARTA-FEIRA

i2_0049.jpg

Sobretudo nos momentos difíceis, daqueles em que a saída parece ser o refúgio nas catacumbas, é que se aquilata a força da fé.

Nos momentos de glória, é fácil gritar aos céus e acompanhar a procissão por adros, largos e avenidas. Mas só a humilhação de bater no fundo nos dá a energia suplementar da revolta para querer ganhar, merecendo-o, o reino iluminado.

Ando há muito retirado e descrente. Quase um típico agnóstico. E triste com esta forma desgastante de perder sentido à vida e descrente da eternidade. Em que até uma vitória maior soube a sopa sem sal.

Assim, hoje é dia de rumar à Catedral. Porque o Benfica não consegue morrer no coração. Até mais logo.
publicado por João Tunes às 15:41
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De mfc a 15 de Setembro de 2005 às 14:11
E hoje o dia amanheceu radioso e lindo!
Esperemos que seja para continuar...


De Carlos a 15 de Setembro de 2005 às 13:15
E correu bem! mesmo no fim, mas correu bem, até pela exibição - a fazer fé do (pouco) que dela li.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. NO RIO DA TOLERÂNCIA

. LEMBRANDO MARIA LAMAS, MA...

. SOLDADO FUI, OFICIAL TAMB...

. UMA VELHA PAIXÃO PELO “DL...

. LIBERDADE PARA FERRER GAR...

. VIVA A REPÚBLICA !

. FINALMENTE, A HOMENAGEM (...

. COM OS PALANCAS NEGRAS

. POR CESÁRIO VERDE
(esq...

.arquivos

. Setembro 2007

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds