Sexta-feira, 15 de Julho de 2005

ÀS VOLTAS COM HARRY POTTER E O BELZEBÚ

01[1].jpg

1) Nunca impus opções religiosas aos meus filhos. Deixo-lhes a escolha ou não escolha para quando acharem que sim, ou que não, podendo á vontade ficarem-se pelo talvez. A minha filha mais velha decidiu baptizar-se pela Igreja Católica quando casou. O meu filho mais novo ainda mostra que tem prioridades mais prioritárias nas suas definições. E tem tempo. Muito tempo.

2) Sendo eu ateu, não me atrai nada ter o Demónio cá em casa, ou onde quer que seja, como condómino. Não gosto do mafarrico. Tenho-lhe pó e tamanho que, por arrastamento, detesto essa tribo miserável do uso do palavrão que se dá pelo nome de “Diabos Vermelhos”. Pois, nem vermelho nem pintado de outra cor.

3) Com as adolescências dos meus filhos, aprendi que leitura demasiado recomendada iria inevitavelmente para o último lugar das suas prioridades de leitura. E quando a adolescência avança, mais se afirma a representação da autonomia conselheira, sendo mais fácil lerem o livro que o primo mais velho, ou o tio, ou o vizinho, ou o professor, andam a ler que aquele que me segura os olhos ou me deslumbrou. Tomei como bom que leiam, o que fôr (por sua necessidade, irão refinando a exigência nos gostos), mas não deixem de ler, gostem de ler, estimulando o imaginário e procurando ver mais mundos que o mundo mais próximo. E acho mais frutífero discutir com eles na base dos seus gostos e entusiasmos que tentar dirigi-los para as calhas dos meus critérios de qualidade. E, com o tempo, ganhando a autoridade da independência sentida mais segura, eles acabam por querer cruzar os seus gostos e emoções com os dos pais.

Mas o que têm a ver, entre si, religião, diabos e leituras de adolescentes? A resposta chama-se ”Harry Potter” que Bento XVI colocou no Index e considera leitura diabólica para as mentes das crianças. Como me amanho com o mafarrico se vai sair mais um “Harry Potter” e o meu Pedro já não cabe em si de impaciência? Deixo-o ler e depois encomendo-lhe um exorcismo? Se acabar por ir por aí, encomendo dois exorcismos - é que também eu não perdi, na companhia do meu Pedro, todos os filmes de "Harry Potter" e comunguei do seu fascínio. Mas não quero o belzebú cá em casa. Isso, jamais.

Adenda: A merecer destaque o comentário da Céu:
"Quando Bento XVI faz uma observação de desagrado sobre Harry Potter, deve saber que provoca reacções muito diversas, algumas das quais até em sentido contrário ao que seria o seu desejo inicial. Assim sendo, milhões de adolescentes católicos no final da missa e/ou da catequese (se é que ainda lá vão) irão continuar a ler Harry Potter e nem verão nesse gesto nada de estranho, nem o mais leve pecadinho de desobediência. Alguns milhões de pais católicos disputarão a vez da leitura, e quando se forem confessar (se é que ainda lá vão), o mais provável é que se esqueçam de confessar esse pecadito. Outros quantos milhões de católicos nem saberão das recomendações do Papa e como já não se consideram praticantes, continuarão a ler Harry Potter sem a mais leve preocupação. Há ainda os católicos curiosos que, tendo ouvido dizer que o Papa desaconselha a leitura de Harry Potter, vão a correr ler, já que "o proibido é apetecido". Sobram portanto os católicos que levam a sério a recomendação do Papa e em completo exercício da fraternidade, vão de certeza querer entender este irmão mais velho e mais douto. Assim, para poder entende-lo, ver-se-ão obrigados a ler Harry Potter! No final o resultado dessa recomendação de Bento XVI, traduz-se na melhor forma de campanha publicitária e contribuirá para a subida das vendas do livro. Concluo, por isso, que alguém aconselhou Bento XVI a fazer essa recomendação sobre Harry Potter. O que não consigo ainda entender são as razões que terão levado esse conselheiro a tomar tal iniciativa... Este mistério daria pelo menos mais um volume da obra e assim se completaria o ciclo de fantasia."
publicado por João Tunes às 22:20
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Joo a 19 de Julho de 2005 às 12:19
Pois, Guida, no dia seguinte já cá estava a versão inglesa. A tradução portuguesa virá em Outubro. Eu espero pelo filme... Beijão


De Cu a 16 de Julho de 2005 às 14:48
Quando Bento XVI faz uma observação de desagrado sobre Harry Potter, deve saber que provoca reacções muito diversas, algumas das quais até em sentido contrário ao que seria o seu desejo inicial.
Assim sendo, milhões de adolescentes católicos no final da missa e/ou da catequese (se é que ainda lá vão) irão continuar a ler Harry Potter e nem verão nesse gesto nada de estranho, nem o mais leve pecadinho de desobediência.
Alguns milhões de pais católicos disputarão a vez da leitura, e quando se forem confessar (se é que ainda lá vão), o mais provável é que se esqueçam de confessar esse pecadito.
Outros quantos milhões de católicos nem saberão das recomendações do Papa e como já não se consideram praticantes, continuarão a ler Harry Potter sem a mais leve preocupação.
Há ainda os católicos curiosos que, tendo ouvido dizer que o Papa desaconselha a leitura de Harry Potter, vão a correr ler, já que "o proibido é apetecido".
Sobram portanto os católicos que levam a sério a recomendação do Papa e em completo exercício da fraternidade, vão de certeza querer entender este irmão mais velho e mais douto. Assim, para poder entende-lo, ver-se-ão obrigados a ler Harry Potter!
No final o resultado dessa recomendação de Bento XVI, traduz-se na melhor forma de campanha publicitária e contribuirá para a subida das vendas do livro.
Concluo, por isso, que alguém aconselhou Bento XVI a fazer essa recomendação sobre Harry Potter. O que não consigo ainda entender são as razões que terão levado esse conselheiro a tomar tal iniciativa...
Este mistério daria pelo menos mais um volume da obra e assim se completaria o ciclo de fantasia.


De Guida Alves a 16 de Julho de 2005 às 01:11
Ó João, deixa lá o moço ler à vontade todos os Harry Potter's que lhe apeteça, que isso é que ajuda a exorcizar todos os diabinhos e diabretes que cada um guarda lá no fundo! De caminho, lê também tu verás como te divertes! Beijo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. NO RIO DA TOLERÂNCIA

. LEMBRANDO MARIA LAMAS, MA...

. SOLDADO FUI, OFICIAL TAMB...

. UMA VELHA PAIXÃO PELO “DL...

. LIBERDADE PARA FERRER GAR...

. VIVA A REPÚBLICA !

. FINALMENTE, A HOMENAGEM (...

. COM OS PALANCAS NEGRAS

. POR CESÁRIO VERDE
(esq...

.arquivos

. Setembro 2007

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds