Quarta-feira, 13 de Julho de 2005

RAMOS E RAÍZES

Pedro 042.JPG

Pedro e Tomás, nos nomes. Dezassete para cinco, na idade. Tio para sobrinho, no laço sanguíneo (mais o respeito que sempre é coisa bonita).

Os dois ramos mais noviços de uma árvore gasta. Que eu, armado em candidato a imbondeiro, quero como quero às raízes e tentando baralhar-lhes os usos e costumes, me dão a noção de finito dos troncos. Essas mesmo (raízes representando ramos) – as que prendem ao mundo. E, via eles, meus prolongamentos, acreditá-lo (ao mundo). Não só para eles. Não só com eles. Mas com eles. Sempre.
publicado por João Tunes às 15:25
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Snia F. a 13 de Julho de 2005 às 23:56
E tudo em família! Um beijo para os dois e para as ramificações.


De Joo a 13 de Julho de 2005 às 23:06
Ai, querida Guida, não me fales assim que fico sem jeito. Mas recupero: assim como me "ofereceste" uma "sobrinha" em Alqueva que fiquei a estimar como se fosse mais um ramo verde no meu tronco, tu - como minha "irmã" - aceita estes teus "sobrinhos" e pinta-lhes as folhas com a clorofila da tua ternura. Beijo grande.


De Guida Alves a 13 de Julho de 2005 às 22:00
Ai, como a inveja me roi as raizes, que os ramos só têm dado folhagem... Quase me sinto como a velha oliveira do Alqueva, insólita e perdida no largo da nova Luz... Beijos para todos, que bem o merecem.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. NO RIO DA TOLERÂNCIA

. LEMBRANDO MARIA LAMAS, MA...

. SOLDADO FUI, OFICIAL TAMB...

. UMA VELHA PAIXÃO PELO “DL...

. LIBERDADE PARA FERRER GAR...

. VIVA A REPÚBLICA !

. FINALMENTE, A HOMENAGEM (...

. COM OS PALANCAS NEGRAS

. POR CESÁRIO VERDE
(esq...

.arquivos

. Setembro 2007

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds