Sábado, 25 de Junho de 2005

TRINTA ANOS

ind25.jpg

Quando conheci Moçambique já o capitalismo era a ideologia, os americanos os amigos, a corrupção andava pelas esquinas e subia escritórios, Maputo lembrava uma cidade que já tinha sido bonita, a Beira era um puzzle de ruínas, Vila Pery era Chimoio, Porto Amélia virara Pemba, os meninos brincavam no lixo, o crime assustava, “contratava-se” uma catorzinha pelo salário de um frango assado, quase todos os dirigentes eram importantes e ricos, cooperantes, ong’s e empresários arrotavam a lagosta e geriam o status quo com a nata frelimista.

Não conheci o Moçambique mandado pelo chicote do fascismo colonial nem o outro Moçambique que fez a festa da Utopia.

Mas com tudo, apesar de tudo, faz hoje trinta anos o que só perdeu pela demora.
publicado por João Tunes às 00:33
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Joo a 26 de Junho de 2005 às 21:07
Claro que desejo o que o Magude deseja e que une todos aqueles (eu, os comentadores e os outros) que ficaram ligados àquele chão e para quem queremos o melhor.


De IO a 25 de Junho de 2005 às 03:19
Foi/É a mais bonita das noites que, em termos colectivos, já vivi!! Viva Moçambique!! - beijo aos três, IO.


De Carlos Gil a 25 de Junho de 2005 às 01:09
O último parágrafo diz tudo... com excepção da alegria dos que viram/sentiram, há 30 anos atrás, nascer o seu país. Essa parte não se consegue explicar; na vida nascem-nos filhos, ganhamos a lotaria, uma cara bonita dámos um piropo... que é isso comparado com...?
O depois... eu não o aliço, nesta data; fico só a ronronar a memória, a recordar o prvilégio com que, por uns tempos que foram tão curtos, fui agraciado.


De magude a 25 de Junho de 2005 às 01:09
Quando conheci Moçambique era mufana de calções e pé descalço mal soava a sineta da escola a marcar o fim das aulas e eu corria ao encontro de sumarentas mangas ou do Incomáti e não sabia o que era ideologia. Lourenço Marques era a cidade mais linda do mundo, o Bilene o paraíso na terra, o Incomáti o meu rio de brincadeiras e imitações de Weissmuller. Quando soube o que queria dizer ideologia já eu estava longe e nunca conheci o Moçambique de que falas. E quando regressar a casa para mostrar Moçambique ao meu filho espero que ele seja mais o meu do que o teu...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. NO RIO DA TOLERÂNCIA

. LEMBRANDO MARIA LAMAS, MA...

. SOLDADO FUI, OFICIAL TAMB...

. UMA VELHA PAIXÃO PELO “DL...

. LIBERDADE PARA FERRER GAR...

. VIVA A REPÚBLICA !

. FINALMENTE, A HOMENAGEM (...

. COM OS PALANCAS NEGRAS

. POR CESÁRIO VERDE
(esq...

.arquivos

. Setembro 2007

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds