Quarta-feira, 28 de Setembro de 2005

"EFEITO ZENHA" PELA CANDIDATURA DE ALEGRE?

FranciscoSalgadoZenha1.jpg

O meu amigo Manuel Correia, um caso de sucesso da imaginação na política, lembrou-se de ir buscar o “caso Zenha” como argumento favorável à candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República.

Vale a pena ler o seu post, lúcido e discutível. E pensar neste seu raciocínio:

“É claro que Alegre não é Zenha e que, indo a votos Jerónimo e Louçã, cada um arrecadará às claras o que Zenha e Pintassilgo indiferenciaram com seus resultados nos idos de 86. Porém o «Efeito Zenha» vale mais pela estratégia ganhadora das esquerdas (se necessário malgré elles) do que pelas tonalidades do vermelho. É das raras circunstâncias em que a divisão das esquerdas, revelando ao mesmo tempo o modo como se estruturam, pode fazer a sua força.”

Adicionalmente, o Manuel Correia, na “caixa de comentários” deste post, completou (alargou) o seu raciocínio que acho merecer a atenção devida (tanto mais que é profético-polémica):

“Quando Aníbal começar a falar em público, as sondagens apontarão, semana a semana, perdas sensíveis para ele. Sem parcimónia, vai ser difícil ser de outro modo. Virá Portas tentar dar às direitas o que as esquerdas já têm qb? Se o «Efeito Zenha» merecer a atenção que tu mui fraternalmente já lhe deste, então sim. As direitas, que tb sabem ler nas entranhas dos animais, (passe o exagero) reclamarão o seu «Zenha» de direita. Porém, se a direita portuguesa não perdeu o oportunismo desalmado que já Marcello Caetano denunciava, tudo correrá pelo melhor. À direita não há espaço para «Zenhas». Quando muito, haverá um carreiro, estreito e subordinado, para «Basílios». Mas isso, bom, tb já se viu.”
publicado por João Tunes às 18:55
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Manuel Correia a 29 de Setembro de 2005 às 00:58
João. Obrigado por mencionares a nossa conversa neste teu poste. Deixa-me apenas juntar um argumento que desperdicei na altura: quando Aníbal começar a falar em público, as sondagens apontarão, semana a semana, perdas sensíveis para ele. Sem parcimónia, vai ser difícil ser de outro modo. Virá Portas tentar dar às direitas o que as esquerdas já têm qb? Se o «Efeito Zenha» merecer a atenção que tu mui fraternalmente já lhe deste, então sim. As direitas, que tb sabem ler nas entranhas dos animais, (passe o exagero) reclamarão o seu «Zenha» de direita. Porém, se a direita portuguesa não perdeu o oportunismo desalmado que já Marcello Caetano denunciava, tudo correrá pelo melhor. À direita não há espaço para «Zenhas». Quando muito, haverá um carreiro, estreito e subordinado, para «Basílios». Mas isso, bom, tb já se viu.
Um abraço


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. NO RIO DA TOLERÂNCIA

. LEMBRANDO MARIA LAMAS, MA...

. SOLDADO FUI, OFICIAL TAMB...

. UMA VELHA PAIXÃO PELO “DL...

. LIBERDADE PARA FERRER GAR...

. VIVA A REPÚBLICA !

. FINALMENTE, A HOMENAGEM (...

. COM OS PALANCAS NEGRAS

. POR CESÁRIO VERDE
(esq...

.arquivos

. Setembro 2007

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds