Sábado, 4 de Junho de 2005

NADA CONTRA

3341506.jpg

Não tenho nada contra os turcos. Porque havia de ter? Não, não tenho. Repito: não tenho nada contra os turcos.

Mas, nada tendo contra os turcos, também nada me move contra as turcas. Nem contra os curdos. Nem contra os arménios. Nem contra os cipriotas. Nem contra os europeus.

E se estou contra a entrada da Turquia na UE, nas condições actuais e à vista, não é por ser contra os turcos. É por ser a favor das turcas, dos curdos, dos arménios e dos cipriotas. E, já agora, dos europeus.

É preciso explicar mais? Tenho mesmo de dizer isso na forma estupidamente simplista, redutora e desviante de um NÃO num Referendo e depois ir fazer a festa para o Rossio juntamente com o Le Notre Petit Le Pen, fazendo a figura que fizeram franceses e holandeses? Salvem-me dessa, por favor. Porque eu não tenho nada contra os turcos.
publicado por João Tunes às 16:19
link do post | favorito
De Joo a 5 de Junho de 2005 às 20:54
Caro RN, o que demonstram (me demonstram) os últimos referendos é que se vota por quase tudo menos pela Constituição Europeia. Mais que votos, são desopilanços. O que não deixa de ter o seu interesse como termómetro social e político sobre o estado da Europa. E a questão da imigração será um dos problemas que pesam mais no mal estar europeu (dos europeus), provavelmente por más e por boas razões e existindo razões elas devem ser entendidas e resolvidas. Caro Zé Paulo, a UE tem a vocação de ser casa de correcção dos sistemas com entorses tirânicos? Qualquer dia ainda lhe chamam "casa de alterne para almas solitárias"! As tiranias entram na UE, limpam os sapatos no tapete de entrada, sentam-se e aprendem a portar-se bem? O problema é se, no inverso, os que já estão aprendem com os entorses dos que entram. Para mim, esta ideia peregrina não faz qualquer sentido. Há, tem que haver, regras mínimas para a adesão. Foram essas condições que funcionaram como incentivador (prévio!) a que Portugal completasse e ecelerasse o seu ciclo de democratização. Idem para Espanha. Idem para os países de Leste saídos das democracias "populares". Quanto à festa no Rossio" foi uma antevisão e não uma narrativa. Abraços aos dois.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. NO RIO DA TOLERÂNCIA

. LEMBRANDO MARIA LAMAS, MA...

. SOLDADO FUI, OFICIAL TAMB...

. UMA VELHA PAIXÃO PELO “DL...

. LIBERDADE PARA FERRER GAR...

. VIVA A REPÚBLICA !

. FINALMENTE, A HOMENAGEM (...

. COM OS PALANCAS NEGRAS

. POR CESÁRIO VERDE
(esq...

.arquivos

. Setembro 2007

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds